quarta-feira, 26 de abril de 2017

AÇÃO PARLAMENTAR:

GEORGE SOARES REGISTRA MOÇÃO DE PESAR NA ASSEMBLEIA DO RN PELO FALECIMENTO DE MILTON MARQUES
Resultado de imagem para Deputado george e Milton Marques
O deputado estadual George Soares (PR) apresentou moção de pesar na Assembleia Legislativa do RN, nesta terça (25), aos familiares do médico, empresário e ex-reitor da UERN, Milton Marques De Medeiros pelo seu falecimento, aos 77 anos de idade, ocorrido no último dia 22.
Milton Marques De Medeiros era médico, advogado, professor e empresário. Natural de Upanema-RN, nasceu em 09 de julho de 1939.
Formou-se em medicina pela UFPB. Foi diretor da Casa de Saúde São Camilo de Léllis, em Mossoró; Diretor superintendente da Rádio Princesa do Vale, em Assu; Diretor e superintendente da TCM-Televisão a Cabo Mossoró; Diretor da Faculdade de Ciências da Saúde (FACS) - Faculdade de Medicina de Mossoró, nomeado em 26/10/2004; Reitor da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), por dois mandatos; Imortal da Academia Mossoroense de Letras – AMOL.
Dr. Milton Marques de Medeiros foi um homem além do seu tempo. Um grande empreendedor. Cidadão carismático, conquistador de amizades. Personalidade ilibada. Fica registrada nessa augusta Casa Legislativa a nossa homenagem, nossa gratidão a esse grande homem norte-rio-grandense.” Justificou o deputado George Soares.
O requerimento ainda foi subscrito pelo deputado Jacó Jácome (PSD), quando lido na sessão.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

ATIVIDADE PARLAMENTAR:

GEORGE SOARES RECONHECE AÇÕES SOCIAIS DOS PREFEITOS DE SÃO GONÇALO E DE ASSU
O deputado estadual George Soares (PR) realizou pronunciamento nessa terça-feira (18), na Assembleia Legislativa do RN, reconhecendo ações sociais importantes de dois gestores municipais do Partido da República no RN.

O parlamentar parabenizou o prefeito Paulinho Emídio (PR), de São Gonçalo do Amarante, pela divulgação e defesa da campanha Lençol da família – doe um lençol e leve alegria, de iniciativa da Coteminas. A campanha tem o objetivo de atingir os mais necessitados com cobertores e levar um conforto àqueles menos favorecidos.

George Soares também reconheceu a ação social do prefeito republicano Gustavo Soares que entregou, na semana santa, seis toneladas de peixe às famílias mais carentes de Assú.

“Os prefeitos Gustavo e Paulinho estão de parabéns pela aproximação com o social e a cidadania. Em Assú, há oito anos que o povo não recebia o peixe na semana santa e, nesse ano, com a nova gestão isso foi possível. Uma atitude louvável”, concluiu o deputado.

terça-feira, 18 de abril de 2017

EVENTO:

160 ANOS DO ESPIRITISMO É COMEMORADO PELOS ESPÍRITAS
ASSUENSES NESTE DIA 18 DE ABRIL
Neste 18 de abril, comemora-se 160 anos da publicação da primeira edição de O Livro dos Espíritos, em Paris (França).

Obra basilar do Espiritismo, foi organizado pelo eminente pedagogo e estudioso Hippolyte Léon Denizard Rivaill, sob o pseudônimo Allan Kardec. 

Desta forma, não é considerada obra de um homem, mas da espiritualidade. Allan Kardec, foi responsável em selecionar e organizar as revelações em sequência lógica, com bom senso e espírito crítico. 

O livro é estruturado em 1.019 questões elucidativas sobre temas tratados pelos Espíritos Superiores, tais quais: a imortalidade da alma, a natureza dos espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade. Do seu conjunto monumental de conceitos e reflexões, surgiram a seguir, O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese.

No Rio Grande do Norte, desde 1996, a referida data foi oficializada como o Dia do Espírita, aprovado com projeto de lei do legislativo e sancionado pelo executivo.

O Centro Espírita Sementes de Amor, localizado na rua Manoel Montenegro, 379, no Centro de Assú, promoverá nesta terça-feira (18) uma palestra comemorativa, que será proferida por Fernando de Sá Leitão, a partir das 20h. A entrada é franca.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

CULTURA:

ACADEMIA ASSUENSE DE LETRAS
ELEGE NOVA DIRETORIA
A Academia Assuense de Letras elegeu por unanimidade dos acadêmicos presentes, sábado, 15, a Diretoria que ficará à frente da instituição no decorrer do próximo biênio. O pleito verificou chapa única. Francisco José Costa dos Santos será o presidente. Ele substituirá o acadêmico Ivan Pinheiro Bezerra.
A diretoria eleita é formada pelos Acadêmicos Francisco José Costa dos Santos (Presidente); Fernando Antônio de Sá Leitão Morais (Vice-Presidente); Francisco Jobielson da Silva (Primeiro-Secretário); Alan Eugenio Dantas Freire (Segundo-Secretário); Auricéia Antunes de Lima (Primeiro-Tesoureiro); Francisco das Chagas Pinheiro (Segundo-Tesoureiro); e Antonio Alderi Dantas (Secretário de Comunicação).
Na oportunidade, foi eleito ainda o Conselho Fiscal composto por Francisco Wagner de Oliveira, Fernando Antonio Caldas e Joacir Rufino de Aquino.
Os poderes inerentes à nova Diretoria passarão a vigorar a partir do próximo dia 24, quando se encerra o mandato da atual diretoria.
--------------------------------
Academia Assuense de Letras
Secretaria de Comunicação

Foto: Dedé Ramalho

segunda-feira, 10 de abril de 2017

RELIGIÃO:

EM PROL DA DIOCESE DE ASSÚ
Por: Padre João Medeiros Filho
Há anos, católicos norte-rio-grandenses sonham com a criação de mais uma diocese no estado. Cresce a convicção da necessidade de repartir os atuais bispados. Segundo os últimos dados do Anuário Católico do Brasil, a Paraíba tem atualmente cinco circunscrições eclesiásticas: João Pessoa, Cajazeiras, Campina Grande, Patos e Guarabira. Juntas somam uma população estimada em 3,9 milhões de habitantes, com uma média de 792 mil pessoas por diocese. O Rio Grande do Norte possui três bispados (Natal, Mossoró e Caicó) contando 3,6 milhões de fiéis, o que resulta na média de um milhão e duzentos mil por diocese.
          Das vinte e uma circunscrições que integram o Regional Nordeste II da CNBB (compreende AL, PE, PB e RN), Natal é a segunda mais populosa e extensa em área, totalizando cerca de 2,3 milhões de habitantes em 25.153 km², apenas abaixo do arcebispado de Olinda e Recife, que detém 3,9 milhões de habitantes, ocupando uma faixa territorial de 4.058 km².
          Quando pároco de Assú, padre Francisco Canindé, em entrevista ao Jornal “A Verdade”, concedida em 2001, comentava as distâncias de sua paróquia e a realidade demográfica da região. Falou da necessidade de uma sé diocesana em Assú. Sabe-se que a densidade populacional dos bispados potiguares supera a média regional (933 mil pessoas por circunscrição eclesiástica), sendo superior à de muitos estados brasileiros. Caso seja criada mais uma sede episcopal no RN, haveria ainda, nos dias de hoje, 870 mil habitantes por circunscrição eclesiástica, ultrapassando a média nacional de 746 mil fiéis por diocese. É relevante também o fator das distâncias: São Rafael, por exemplo, está situada a 205 km da sede do arcebispado.
Assú é polo regional, em torno do qual gravitam vários municípios. Sua vocação de liderança manifesta-se pelo comércio e indústria, pela atividade agropastoril, fruticultura e oferta de serviços. Trata-se de um centro educacional com instituições de ensino públicas e privadas de nível fundamental, médio e superior. Acolhe inúmeros servidores de empresas sediadas em cidades próximas e que têm sua vida familiar, social, financeira e religiosa na chamada “Terra dos Poetas”.
Esta possui hoje uma população cinco vezes maior do que a de Caicó, quando da criação do bispado e quase o triplo de habitantes de Mossoró, ao se tornar sede episcopal. E Natal, ao ser alçada a essa condição, tinha menos de trinta mil pessoas.
Os atuais bispos potiguares fixarão critérios para os limites e a organização de uma futura diocese. No entanto, ´patente a influência de Assú sobre municípios próximos, como: Porto do Mangue, Carnaubais, Ipanguaçu, Pendências, Alto do Rodrigues, Itajá, são Rafael, Afonso Bezerra, Angicos, Fernando Pedrosa, Pedro Avelino, Paraú, Triunfo Potiguar, campo Grande e outros. Caicó ao ser elevada à diocese em 1939, incluía apenas dez municípios, oito paróquias, oito sacerdotes e uma população inferior a 120 mil habitantes.
Hoje, tendo em vista a visão pós-conciliar da Igreja, o aumento de evangélicos, a exigência de um melhor atendimento ao Povo de Deus, urge ser erigida mais uma diocese. E Assú preenche os requisitos. É a segunda paróquia de nosso estado, criada em 1726, no episcopado de Dom José de Fialho, ainda no Brasil Colônia, integrando o bispado de Olinda ao qual pertencia o RN.
É reconhecida a liderança e vocação cultural de Assú, bem como sua importância socioeconômica para o estado, influenciando os municípios circunvizinhos, que totalizam uma população de mais de trezentos mil habitantes. Portanto, a criação da diocese de Assú precisa ser concretizada, elevando a secular Igreja de São João Batista à condição de catedral. Em nome do amor à Igreja e para o bem dos fiéis, nada mais justo que as atuais circunscrições venham a compartilhar seus territórios e clero com o futuro bispado. Uma nova diocese potiguar depende muito da vontade e decisão dos bispos da nossa província eclesiástica.
Confiamos na intercessão de Nossa Senhora, São João Batista e da bem-aventurada Lindalva, que cuida de sua terra junto de Deus!

Fonte: Tribuna do Norte – Opinião.   
Foto: SiteCidades.com

quinta-feira, 30 de março de 2017

ARTIGO:

LAGOA DO PIATÓ

A Lagoa do Piató, localizada no município de Assu, na margem esquerda do Rio Piranhas/Assu-RN, encontra-se sob as coordenadas geográficas de 37º log. WG e 5º 30’lat. S, abrange uma área em torno de 18km de extensão por 2,5 de largura e 10m de profundidade na época das cheias.
A pesca artesanal constitui-se como a principal fonte de renda e sustento para as cinco comunidades localizadas no entorno da Lagoa do Piató (Porto Piató, Areia Branca, Bela Vista, Banguê e Olho d’água), com uma população de aproximadamente 600 famílias. Tais populações alternam entre a pesca e a agricultura de subsistência, dividindo seu tempo entre o cultivo de alimentos, a captura do peixe e a confecção e remendo das redes de pesca. No período que vai de outubro a fevereiro se tem a maior produção pesqueira. A distribuição das atividades produtivas ligadas à pesca e agricultura depende da determinação climática, sendo o período de estiagem favorável à pesca e o chuvoso à agricultura.

A seca, além de ser um problema climático, é uma situação que gera dificuldades sociais para as pessoas que habitam na localidade, porém é um fenômeno natural para o semiárido do Nordeste Brasileiro. Com a escassez d’água, torna-se impossível o desenvolvimento da agricultura e da pesca local. Desta forma, a seca provoca a ausência de recursos econômicos, gerando fome, miséria, impotência e vulnerabilidade da população.

Muitas vezes, as pessoas precisam andar durante horas, sob sol inclemente e forte calor, para conseguir ter acesso a água, por vezes suja e contaminada.

A Lagoa do Piató é o maior reservatório natural d’água doce do Rio Grande do Norte, no ano de 2014 atingiu o seu nível mais crítico dos últimos anos, ou seja, SECOU, afetando sensivelmente, cerca de 3 mil pessoas que utilizam as águas e o ecossistema da Lagoa como fonte de renda.

A proposta de revitalização da Lagoa do PIató inclui a participação da Comunidade, Classe Acadêmica do Rio Grande do Norte, Governo do Estado e União, e contempla estudos e ações, no que concerne ao desassoreamento da área da bacia, reflorestamento das margens com plantas nativas, recompondo a mata ciliar, desobstrução do canal do Rio Panon e estudo de viabilidade técnica da construção de uma estação elevatória no Rio Piranhas/Assu, com um canal de alvenaria até a Lagoa.

Neste sentido, está lançado o desafio ao Secretário de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Ivan Lopes Junior, homem de imenso prestigio junto ao Governo do Estado, fazer as ações propostas acontecerem levando a sério os anseios da população que vivem no entorno da lagoa, evitando o populismo político do Governador Robson Farias, que em 05 de janeiro de 2015, chegou a afirmar em reunião na comunidade do Porto do Piató, que em 30 dias resolveria o problema da Lagoa, fazendo a população acreditar em tal bravata.
Assu-RN, 29 de março de 2017.
Antonio de Paula Batista

segunda-feira, 27 de março de 2017

CULTURA:

MAZINHO, REGINA E IVAN PINHEIRO NA
CASA DO CORDEL
É sempre uma alegria poder reencontrar os amigos Mazinho e Regina - músicos que frequentam a Casa do Cordel para trocar experiências em tardes animadas com músicas, recitais de poemas e cordéis, acompanhados pelo som do violão ou bandolim. 
Esses artistas, que residem em solo potiguar, também aproveitam o ensejo para "jogarem conversas fora". Afinal, ninguém é de ferro. Umas boas gargalhadas, provocadas pelas contações de causos, sempre fazem muito bem.